quarta-feira, 17 de outubro de 2018

AULA 03 – O CRESCIMENTO DO REINO DE DEUS - ESBOÇO


TEXTO BASE: MARCOS 4:30-32; MT.13:31-33; LUCAS 13:18,19; MARCOS 4:30-32.
"[...] PORQUE EIS QUE O REINO DE DEUS ESTÁ ENTRE VÓS" (LC.17:21).
INTRODUÇÃO
DANDO CONTINUIDADE AO ESTUDO DAS PARÁBOLAS DE JESUS, TRATAREMOS NESTA AULA DA PARÁBOLA DA SEMENTE DE MOSTARDA E DA PARÁBOLA DO FERMENTO.
ESTAS PARÁBOLAS NÃO FORAM INTERPRETADAS POR JESUS, AO CONTRÁRIO DA PARÁBOLA DO SEMEADOR, NÃO SE TENDO, PORTANTO, A TRANQUILIDADE NESTE ASPECTO.
O OBJETIVO DE JESUS, NESTAS DUAS PARÁBOLAS, É FAZER UMA ILUSTRAÇÃO DO CRESCIMENTO DO REINO DE DEUS.
NA PARÁBOLA DO SEMEADOR, JESUS FALOU A RESPEITO DA BOA TERRA, QUE ERA O QUE FOI SEMEADO PELA PALAVRA DE DEUS, OUVIU E COMPREENDEU A PALAVRA, DEU FRUTO E PRODUZIU (MT.13:23).
NESTAS DUAS PARÁBOLAS, JESUS DÁ UMA IDEIA DO QUE É O REINO DE DEUS, O SEU CRESCIMENTO E EXPANSÃO.
I. INTERPRETAÇÃO DAS PARÁBOLAS SOBRE O REINO DE DEUS
1. A PARÁBOLA DA SEMENTE DE MOSTARDA (LC.13:18,19).
“E DIZIA: A QUE É SEMELHANTE O REINO DE DEUS, E A QUE O COMPARAREI? É SEMELHANTE AO GRÃO DE MOSTARDA QUE UM HOMEM, TOMANDO-O, LANÇOU NA SUA HORTA; E CRESCEU E FEZ-SE GRANDE ÁRVORE, E EM SEUS RAMOS SE ANINHARAM AS AVES DO CÉU”.
EXISTE UM CONSENSO SOBRE A VERDADE CENTRAL DESTA PARÁBOLA: ELA DIZ RESPEITO AO CRESCIMENTO DA IGREJA QUE FOI FUNDADA NO CALVÁRIO, INAUGURADA NO PENTECOSTES, E QUE, HOJE, ESTÁ EM TODA A TERRA, MAS QUE, EM BREVE ESTARÁ NO CÉU.
NÃO RESTA DÚVIDA DE QUE A ILUSTRAÇÃO FEITA POR JESUS PEGOU A TODOS DE SURPRESA.
AO FALAR NO REINO DOS CÉUS (OU REINO DE DEUS, NOS EVANGELHOS SEGUNDO ESCREVERAM MARCOS E LUCAS), SERIA NATURAL QUE OS OUVINTES DO MESTRE JESUS SE VOLTASSEM AOS TEMPOS GLORIOSOS DO REINADO DE SALOMÃO, OU, QUEM SABE, AO PERÍODO DE GRANDES VITÓRIAS MILITARES DE DAVI.
ALGUÉM PODERIA ESPERAR QUE JESUS FOSSE COMPARAR O REINO DE DEUS À GLÓRIA DE ROMA, A SENHORA DO MUNDO DE ENTÃO, OU AOS ESPLENDORES PASSADOS DOS IMPÉRIOS BABILÔNIO, PERSA OU GREGO.
TALVEZ SE ESPERASSE QUE A MELHOR IMAGEM DO REINO DE DEUS FOSSE O LEÃO, ANIMAL MAJESTOSO QUE, ATÉ HOJE, É DENOMINADO DE “O REI DOS ANIMAIS”. ALIÁS, NÃO ERA O LEÃO O SÍMBOLO DA TRIBO DE JUDÁ, A TRIBO REAL, A DESCENDÊNCIA DE DAVI, DE ONDE PROVIRIA O MESSIAS (GN.49:9)?
E SE FOSSE ESCOLHIDA UMA IMAGEM NO REINO VEGETAL, NÃO SERIA O REINO DE DEUS APROPRIADAMENTE REPRESENTADO PELA OLIVEIRA, OU PELA FIGUEIRA, OU PELA VIDEIRA, ÁRVORES EXCELENTES, QUE TANTO BEM TRAZIAM AO SER HUMANO E CUJOS FRUTOS ERAM ASSAZ BENÉFICOS E DESEJÁVEIS?
NO ENTANTO, JESUS PREFERIU APRESENTAR COMO FIGURA DO REINO DE DEUS A SEMENTE DE MOSTARDA.
JESUS QUERIA QUE OS DISCÍPULOS ENTENDESSEM QUE MESMO UMA SEMENTE TÃO PEQUENA É CAPAZ DE PRODUZIR UM GRANDE RESULTADO.
A) A LIÇÃO DOS CONTRASTES.
JESUS COMPAROU O REINO DE DEUS À SEMENTE DE MOSTARDA, ALGO COMUM, ALGO INSIGNIFICANTE, POIS A SEMENTE DE MOSTARDA É UMA DAS MENORES SEMENTES DE HORTALIÇAS.
É O MAIS ELOQUENTE EXEMPLO DE CRESCIMENTO QUE EXISTE, POIS, SENDO A SUA SEMENTE UMA DAS MENORES QUE EXISTE, É A MAIOR DAS HORTALIÇAS, ALCANÇANDO, NO SEU ANO DE VIDA, UM CRESCIMENTO VERTIGINOSO.
EMBORA SEJA INSIGNIFICANTE EM SEU INÍCIO, NÃO TENHA QUALQUER PARECER OU FORMOSURA, UMA VEZ PLANTADA, TEM UM CRESCIMENTO RÁPIDO E ESPANTOSO, CRESCIMENTO ESTE QUE, TAMBÉM, AO CONTRÁRIO DAS ÁRVORES PERENES, QUE PERDURAM POR ANOS (ALGUMAS ATÉ POR SÉCULOS, COMO É O CASO DAS SEQUOIAS E DOS CARVALHOS), RAPIDAMENTE O SEU FRUTO É COLHIDO ASSIM QUE ESTIVER PRONTO PARA SER CONSUMIDO.
ASSIM, TAMBÉM, É O REINO DE DEUS, QUE NÃO TEM NENHUM PARECER OU FORMOSURA, A EXEMPLO DO SEU INTRODUTOR, JESUS (IS.53:2), RAPIDAMENTE SERÁ RECOLHIDO, LOGO QUE O SEU FRUTO ESTIVER PRONTO.
A OBRA DE DEUS NÃO VIVE DE APARÊNCIA. OS TESTEMUNHOS, ATRAVÉS DOS SÉCULOS DA HISTÓRIA DA IGREJA, SEMPRE FORAM OS MESMOS: O TRABALHAR DE DEUS COMEÇOU DE MODO INSIGNIFICANTE, TOTALMENTE DESPERCEBIDO DOS HOMENS, MAS TEVE SEMPRE UM CRESCIMENTO VERTIGINOSO, RÁPIDO E INIMAGINÁVEL.
QUEM PODERIA ACHAR QUE UMA PEQUENA REUNIÃO, COMO A QUE FOI REALIZADA NA FAMOSA RUA AZUZA, NOS ESTADOS UNIDOS, IRIA REDUNDAR NO MAIOR MOVIMENTO PENTECOSTAL DA HISTÓRIA DA IGREJA E QUE ESTÁ EM TODO O MUNDO? 
QUEM PODERIA ENXERGAR EM DOIS SIMPLES ESTRANGEIROS, DESEMBARCADOS EM BELÉM DO PARÁ, SEM NENHUMA APARÊNCIA QUE CHAMASSE ATENÇÃO, PODERIAM INICIAR UM MOVIMENTO TÃO MARAVILHOSO COMO É O MOVIMENTO PENTECOSTAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS, QUE REDUNDARIA NA MAIOR IGREJA PENTECOSTAL NO BRASIL, E QUE EXISTE HÁ MAIS DE 105 ANOS?
ESTE É O TRABALHAR DO REINO DE DEUS, E JESUS NOS ENSINA QUE ASSIM HÁ DE SER ATÉ O DIA EM QUE SE DER O FINAL DA DISPENSAÇÃO DA GRAÇA.
B) O CAMPO DE SEMEADURA.
“O REINO DOS CÉUS É SEMELHANTE A UM GRÃO DE MOSTARDA QUE UM HOMEM, PEGANDO DELE, SEMEOU NO SEU CAMPO”(MT.13:31).
AQUI, O CAMPO É O MUNDO, NÃO O MUNDO NO SENTIDO ESPIRITUAL, AQUELE QUE “ESTÁ NO MALIGNO”, E SIM NO SENTIDO FÍSICO, AQUELE QUE TEM COMO SUA BASE TERRITORIAL A TERRA.
ESTA IGREJA, QUE SE INICIOU COMO UMA SEMENTE DE MOSTARDA, UM DIA ELA SERÁ UMA “IGREJA GLORIOSA, SEM MÁCULA, NEM RUGA, NEM COISA SEMELHANTE, MAS SANTA E IRREPREENSÍVEL”(EF.5:27).
SE LÁ NO PRINCÍPIO, ELA FOI FUNDADA SEM QUALQUER “APARÊNCIA EXTERIOR”, COMO UMA SEMENTE DE MOSTARDA, AQUI ELA É DESCRITA POR PAULO COMO SENDO UMA IGREJA GLORIOSA.
SE LÁ NO PRINCÍPIO, ESTAVAM REUNIDOS NO CENÁCULO APENAS “QUASE CENTO E VINTE PESSOAS”(ATOS 1:15), NO FUTURO, LÁ NO CÉU, O APÓSTOLO JOÃO QUE HAVIA DADO O NÚMERO DOS ANJOS COMO SENDO DE “MILHÕES DE MILHÕES E MILHARES DE MILHARES”(AP.5:11), NÃO ARRISCOU UM NÚMERO PARA CALCULAR A MULTIDÃO QUE COMPUNHA A IGREJA, LIMITANDO-SE A DIZER:
“DEPOIS DESTAS COISAS, OLHEI, E EIS AQUI UMA MULTIDÃO, A QUAL NINGUÉM PODIA CONTAR, DE TODAS AS NAÇÕES, TRIBOS, E POVOS, E LÍNGUAS, ESTAVAM DIANTE DO TRONO E PERANTE O CORDEIRO, TRAJANDO VESTES BRANCAS E COM PALMAS NAS SUAS MÃOS”(AP.7:9).
E PENSAR QUE TUDO COMEÇOU À SEMELHANÇA DE “UMA SEMENTE DE MOSTARDA”.
C) A FORMA DE CRESCIMENTO.
“... CRESCENDO, É A MAIOR DAS PLANTAS”.
COMO A VERDADE CENTRAL DESTA PARÁBOLA ERA A DE ENSINAR SOBRE O RÁPIDO CRESCIMENTO DA IGREJA, EMBORA COMEÇANDO SEM QUALQUER APARÊNCIA EXTERIOR, É CLARO QUE O SENHOR JESUS NÃO IRIA USAR A FIGURA DE UMA ÁRVORE, COMO A FIGUEIRA, OU A OLIVEIRA, OU QUALQUER OUTRA QUE DEMORASSE MUITOS ANOS PARA SE DESENVOLVER, E DAR FRUTOS.
JESUS USOU A FIGURA DA SEMENTE DE MOSTARDA PORQUE ELA É UMA DAS HORTALIÇAS, E AS HORTALIÇAS CRESCEM DE UMA MANEIRA MUITO MAIS RÁPIDA QUE AS ÁRVORES DE OUTRAS ESPÉCIES.
COM EFEITO, A IGREJA QUE COMEÇOU COM “O SEMEADOR” QUE “SAIU A SEMEAR”, QUE FOI INAUGURADA NO PENTECOSTES, QUANDO ALI NO CENÁCULO ESTAVAM REUNIDOS “QUASE CENTO E VINTE PESSOAS”(ATOS 1:15), COMEÇOU A CRESCER TAL COMO CRESCE UMA HORTALIÇA, CONFORME PODEMOS CONSTATAR PELO LIVRO DE ATOS DOS APÓSTOLOS.
- LOGO NO DIA DA INAUGURAÇÃO, APÓS A PREGAÇÃO DE PEDRO, “O PÉ DE MOSTARDA” TEVE UM CONSIDERÁVEL CRESCIMENTO: “...AGREGARAM-SE QUASE TRÊS MIL ALMAS”(ATOS 2:41). A PARTIR DAÍ O “PÉ DE MOSTARDA” NÃO PAROU MAIS DE CRESCER.
- EM ATOS 4:4 LEMOS QUE “MUITOS DOS QUE OUVIRAM A PALAVRA CRERAM, E CHEGOU O NÚMERO DESSES HOMENS A “QUASE CINCO MIL”.
- O NÚMERO AGORA JÁ NÃO DAVA PARA CONTAR, FALAVA-SE EM MULTIDÃO – “E A MULTIDÃO DOS QUE CRIAM NO SENHOR, TANTO HOMENS COMO MULHERES, CRESCIA CADA VEZ MAIS”(ATOS 5:14).
- DEPOIS PASSOU A FALAR-SE EM MULTIPLICAÇÃO: “E CRESCIA A PALAVRA DE DEUS, E EM JERUSALÉM SE MULTIPLICAVA MUITO O NÚMERO DOS DISCÍPULOS E GRANDE PARTE DOS SACERDOTES OBEDECIA A FÉ “(ATOS 6:7).
- EM SEU CRESCIMENTO, “O PÉ DE MOSTARDA” COMEÇOU A ESTENDER “SEUS RAMOS” PARA FORA DE JERUSALÉM – FORMARAM-SE AS IGREJAS LOCAIS; COMO PROJEÇÃO DOS “RAMOS”, “...AS IGREJAS EM TODA A JUDÉIA, E GALILEIA, E SAMARIA ERAM EDIFICADAS, E SE MULTIPLICAVAM”(ATOS 9:31).
A IGREJA CRESCEU TAL COMO CRESCE UMA HORTALIÇA, NO CASO, A MOSTARDA.
POUCO MAIS DE TRINTA ANOS DEPOIS DE SUA FUNDAÇÃO, A IGREJA JÁ HAVIA ALCANÇADO TODO O IMPÉRIO ROMANO, O QUE SIGNIFICA DIZER QUE A IGREJA HAVIA CHEGADO “...AOS CONFINS DA TERRA”(ATOS 1:8), CONFORME DECLARAÇÃO DE PAULO, QUANDO FALOU DO “EVANGELHO QUE JÁ CHEGOU A VÓS, COMO TAMBÉM ESTÁ EM TODO O MUNDO”(CL.1:5,6).
CONTINUANDO A CRESCER... CHEGOU ATÉ NÓS!
D) AS AMEAÇAS AO CRESCIMENTO: OS NINHOS DAS AVES.
 “DE SORTE QUE VÊM AS AVES DO CÉU E SE ANINHAM NOS SEUS RAMOS” (MT.13:32).
O CRESCIMENTO DO REINO DE DEUS SEMPRE TEM GERADO O SURGIMENTO DE “NINHOS DE AVES DOS CÉUS” NO MEIO DO POVO DE DEUS, COM GRANDES MALEFÍCIOS PARA A OBRA DE DEUS.
OBSERVANDO AS IGREJAS LOCAIS NO BRASIL, NÃO PODEMOS DEIXAR DE VER A REPETIÇÃO DO QUE ACONTECEU NOS DIAS DE CONSTANTINO.
HOJE, O POVO DE DEUS NO BRASIL JÁ NÃO É MAIS TÃO PERSEGUIDO COMO ANTIGAMENTE. A ARMA DO INIMIGO NÃO TEM SIDO MAIS O USO DE FOGUEIRAS DE BÍBLIAS OU AS PEDRAS QUE, DÉCADAS ATRÁS, ERAM ATIRADAS NOS PEQUENOS SALÕEZINHOS OU NOS HUMILDES TEMPLOS DOS NOSSOS IRMÃOS.
HOJE, O ADVERSÁRIO NÃO MAIS PRECISA FAZER USO DESTES EXPEDIENTES, PORQUE JÁ TEM GRANDES “NINHOS” NA MOSTARDA ADULTA, “NINHOS” COMO OS INTERESSES POLÍTICO-PARTIDÁRIOS DE ALGUNS, O MERCANTILISMO DE OUTROS, A VIDA FÁCIL E LUXUOSA DE MUITOS.
PARA MUITOS, AS IGREJAS LOCAIS PASSARAM A SER MEIO DE VIDA, FONTE DE SOBREVIVÊNCIA, CAUSA DE LUCRO, CURRAIS ELEITORAIS, ASSIM COMO FORA PREDITO NAS SANTAS ESCRITURAS (2PD.2:1-3).
E TAMBÉM HOUVE ENTRE O POVO FALSOS PROFETAS, COMO ENTRE VÓS HAVERÁ TAMBÉM FALSOS DOUTORES, QUE INTRODUZIRÃO ENCOBERTAMENTE HERESIAS DE PERDIÇÃO E NEGARÃO O SENHOR QUE OS RESGATOU, TRAZENDO SOBRE SI MESMOS REPENTINA PERDIÇÃO.
E MUITOS SEGUIRÃO AS SUAS DISSOLUÇÕES, PELOS QUAIS SERÁ BLASFEMADO O CAMINHO DA VERDADE;
E, POR AVAREZA, FARÃO DE VÓS NEGÓCIO COM PALAVRAS FINGIDAS; SOBRE OS QUAIS JÁ DE LARGO TEMPO NÃO SERÁ TARDIA A SENTENÇA, E A SUA PERDIÇÃO NÃO DORMITA.
O RESULTADO DESTE ESTADO DE COISAS É O PREJUÍZO PARA A OBRA DE DEUS, A PERDA DE ESPLENDOR DA “MOSTARDA” ADULTA, QUE, COM TANTAS AVES, JÁ NÃO PODERÁ MAIS SE MOSTRAR CLARAMENTE PARA AQUELES QUE TÊM DE ILUMINAR E DE SALGAR.
E) AS AVES DO CÉU.
 “...DE SORTE QUE VÊM AS AVES DO CÉU E SE ANINHAM NOS SEUS RAMOS”(MT.13:32).
JESUS INFORMA QUE, POR CAUSA DA APARÊNCIA DO REINO DE DEUS, QUE É A MOSTARDA ADULTA, O ARBUSTO MAIOR, A MAIOR DAS HORTALIÇAS, A ELA VEM AS “AVES DOS CÉUS”, BUSCANDO ALI ABRIGAR-SE OU ANINHAR-SE (MT.13:32; MC.4:32; LC.13:19).
GRANDE DISCUSSÃO TEM SURGIDO COM RELAÇÃO À IDENTIFICAÇÃO DESTAS “AVES DO CÉU” QUE “SE ANINHAM” NOS “RAMOS” DO “PÉ DE MOSTARDA”.
·        ALGUNS ENTENDEM QUE ESSAS “AVES” REPRESENTAM “SATANÁS E SEUS DEMÔNIOS”, O QUE NOS CAUSA ESTRANHEZA.
OBSERVE QUE AS AVES NÃO FAZEM SEUS NINHOS ENTRE OS RAMOS, MAS, NOS RAMOS. ASSIM, TEMOS DIFICULDADE PARA ACEITAR SATANÁS E SEUS DEMÔNIOS “ANINHADOS” NA IGREJA, QUE É A NOIVA DO CORDEIRO. PORTANTO, NÃO HÁ RESPALDO PARA ACEITAR ESTA INTERPRETAÇÃO.
·        OUTROS AFIRMAM QUE ESSAS “AVES DO CÉU” REPRESENTAM OS PECADORES, OS INCRÉDULOS NA PESSOA DE POLÍTICOS E OUTROS OPORTUNISTAS QUE PROCURAM SE INFILTRAR NA IGREJA, COM APARÊNCIA DE CRENTE, PARA DELA TIRAR ALGUM TIPO DE VANTAGENS PESSOAIS E MATERIAIS.
PORÉM, A MAIORIA DOS ESTUDIOSOS DISCORDA, TAMBÉM, QUE ESSAS “AVES DO CÉU” SEJAM ESSES “OPORTUNISTAS”, EMBORA ACREDITEMOS QUE ELES, DE FATO, ESTEJAM INFILTRADOS NO MEIO DO POVO DE DEUS, MAS, NA CONDIÇÃO DE “JOIO”, CONFORME O SENHOR JESUS SE REFERIU NA PARÁBOLA DO TRIGO E DO JOIO.
·        OUTROS IDENTIFICAM “AS AVES DO CÉU” COMO SENDO OS GENTIOS, QUE DESDE O CENTURIÃO CORNÉLIO, SUA FAMÍLIA E SEUS AMIGOS, CONTINUAM ENCONTRANDO NOS “RAMOS DO PÉ DE MOSTARDA”, UM LUGAR SEGURO ONDE PODEM DESCANSAR, APÓS ACEITAREM O CONVITE DE JESUS (MT.11:28).
OS QUE ASSIM PENSAM, ENTENDEM QUE, EM OUTRAS PASSAGENS BÍBLICAS EM QUE ÁRVORES FORAM CONSIDERADAS COMO REINOS, AS AVES SEMPRE FORAM IDENTIFICADAS COM OS POVOS DA TERRA.
- NO SONHO DE NABUCODONOSOR, O REI FOI COMPARADO A UMA ÁRVORE, E AS AVES DOS CÉUS E OS ANIMAIS DO CAMPO QUE ESTAVAM SOB ESTA ÁRVORE FORAM INTERPRETADOS POR DANIEL COMO SENDO OS POVOS QUE ESTAVAM SOB O DOMÍNIO BABILÔNICO (DN.4:22).
- EM EZEQUIEL 31, A ASSÍRIA É COMPARADA A UM CEDRO E AS AVES DO CAMPO QUE SE ANINHAVAM NELE AOS POVOS QUE ESTAVAM SOB SEU DOMÍNIO (EZ.31:6,12).
POR ISSO, ENTENDEM ESTES QUE, COM RELAÇÃO “ÀS AVES DO CÉU” DA PARÁBOLA, MUI PROVAVELMENTE, ISSO SIGNIFICA, DO PONTO DE VISTA SIMBÓLICO, QUE OS GENTIOS SERÃO RECOLHIDOS DENTRO DO REINO.
ESTA É UMA INTERPRETAÇÃO PARTICULARMENTE VALIOSA AOS SEGMENTOS QUE CREEM QUE O MUNDO TODO SE CONVERTERÁ E SÓ ENTÃO VIRÁ O FIM, COMO É O CASO DOS AMILENISTAS E DOS PÓS-MILENISTAS NA ESCATOLOGIA.
PORÉM, ISTO VAI DE ENCONTRO AOS ENSINOS DAS ESCRITURAS SAGRADAS. UM ESTUDO SUPERFICIAL DAS ESCRITURAS REFUTA ESSE FALSO ENTENDIMENTO.
·        PARA NÓS, ENTENDEMOS QUE AS “AVES DO CÉU”, QUE SÃO ABUTRES OU AVES DE RAPINA, SIMBOLIZAM O MAL E RETRATAM O FATO DE QUE A GRANDE BABILÔNIA, REPRESENTANDO A IGREJA APÓSTATA, TORNAR-SE-IA UM LUGAR DE DESCANSO DE TODAS AS FORMAS DE CORRUPÇÃO.
NÃO FOI ISSO QUE ACONTECEU A PARTIR DE CONSTANTINO, E QUE AINDA PERMEIA O CRISTIANISMO APÓSTATA?
EM AP.18:2, O APÓSTOLO JOÃO NARRA QUE A “GRANDE BABILÔNIA”, REPRESENTANDO A IGREJA APÓSTATA, TORNA-SE MORADA DE DEMÔNIOS E ESCONDERIJO “DE TODA AVE IMUNDA E ABORRECÍVEL”.
TODAVIA, CHEGARÁ O DIA DA CEIFA, E TODOS AQUELES QUE NÃO TIVEREM DADO FRUTO, PORQUE SE DESLIGARAM DA PLANTA E SE RECOLHERAM AO CONFORTO E MORDOMIA DOS NINHOS, NÃO SERÃO COLHIDOS, NÃO SERÃO ALOJADOS NO CELEIRO, MAS, JUNTAMENTE COM AS “AVES”, A QUEM ESTÁ DESTINADO O LAGO DE FOGO E ENXOFRE (MT.25:41), SOFRERÃO ETERNAMENTE (MT.13:42).
ENQUANTO A “CEIFA” NÃO É REALIZADA, O REINO DE DEUS ACEITARÁ, NOS SEUS “RAMOS”, ISTO É, NA SUA COMUNIDADE, AS “AVES DO CÉU”, ISTO É, OS AGENTES DO MAL QUE REMOVEM AS SEMENTES DA VERDADE (VER MT.13:4,19).
2. A PARÁBOLA DO FERMENTO (LC.13:20,21).
“DISSE MAIS: A QUE COMPARAREI O REINO DE DEUS? É SEMELHANTE AO FERMENTO QUE UMA MULHER TOMOU E ESCONDEU EM TRÊS MEDIDAS DE FARINHA, ATÉ FICAR TUDO LEVEDADO”.
SE A PARÁBOLA DA SEMENTE DA MOSTARDA FALA SOBRE A EXPANSÃO DO REINO, A PARÁBOLA DO FERMENTO FALA SOBRE SUA INFLUÊNCIA INCISIVA E INTERNA NO REINO DE DEUS.
OBSERVE QUE A “MULHER” TRAZ CONSIGO O FERMENTO, MAS NÃO A FARINHA. SUA MERCADORIA É O FERMENTO, SIMBOLO DO PECADO.
JESUS DIZ QUE A “MULHER” TOMA O “FERMENTO” E O INTRODUZ EM “TRÊS MEDIDAS DE FARINHA”.
TRÊS MEDIDA DE FARINHA INDICA COMPLETUDE, DÁ A IDEIA DE TOTALIDADE E DESNECESSIDADE DE ACRÉSCIMO DE FERMENTO PARA QUE HOUVESSE CRESCIMENTO QUANTITATIVO.
OBSERVAÇÃO: NO RITUAL DA PÁSCOA JUDAICA, OS PÃES ASMOS SÃO DIVIDIDOS EM TRÊS FILEIRAS, QUE REPRESENTAM TODO O POVO DE ISRAEL: UM, REPRESENTANDO AS TRIBOS DE ISRAEL; OUTRO, OS LEVITAS, QUE NÃO TIVERAM HERANÇA NO MEIO DO POVO; E UMA TERCEIRA FILEIRA, REPRESENTANDO A FAMÍLIA DE ARÃO, OU SEJA, OS SACERDOTES.
PORTANTO, AS “TRÊS MEDIDAS DE FARINHA” REPRESENTAM A TOTALIDADE DO POVO DE DEUS, DE MODO QUE NÃO HAVERIA O QUE ACRESCENTAR.
COMO JÁ ESTAVA TODA A FARINHA QUANDO CHEGOU A MULHER, VEMOS, PORTANTO, QUE O FERMENTO REPRESENTA QUALQUER CRESCIMENTO NÃO QUALITATIVO.
NAS ESCRITURAS SAGRADAS, O FERMENTO É CONSIDERADO TIPO DA PRESENÇA DO MAL OU DA IMPUREZA. ELE FERMENTA, DESINTEGRA OU CORROMPE.
O FERMENTO REPRESENTAVA O FALSO ENSINO E AS DOUTRINAS MALIGNAS DOS FARISEUS, DO SADUCEUS (MT.16:6,12), E DOS HERODIANOS (MC.8:15).
EM 1CO.5:6-8, ELE REPRESENTA A “MALDADE E MALICIA”, EM CONTRASTE COM A “SINCERIDADE E VERDADE” (GL.5:9).
POR ISSO, MUITOS ENTENDEM QUE O FERMENTO NESTA PARÁBOLA REFERE-SE A DOUTRINAS FALSAS E MALIGNAS E A INJUSTIÇA, QUE SE ALOJAM NO ATUAL REINO VISÍVEL DE DEUS.
CONFORME LUCAS 13:21, JESUS DIZ QUE A MULHER TOMOU O FERMENTO E O “ESCONDEU”, OU SEJA, MISTUROU DE MODO A NÃO SER NOTADO.
PERCEBE-SE, PORTANTO, QUE ESTE FERMENTO REPRESENTA A FURTIVA ENTRADA DO MALIGNO, E SUA FALSA DOUTRINA, NO MEIO DO POVO DE DEUS.
O FERMENTO NÃO PRODUZ UM VERDADEIRO CRESCIMENTO NAS MEDIDAS DE FARINHA, MAS, SIM, UM “INCHAÇO”, POIS A FERMENTAÇÃO NADA MAIS É DO QUE A EFERVESCÊNCIA GASOSA CAUSADA PELA REAÇÃO QUÍMICA DA AÇÃO DO FERMENTO, FORMANDO ÁREAS OCAS E VAZIAS NO MEIO DO PÃO OU DO QUE FOR FERMENTADO.
- ÁREAS VAZIAS NOS LEVAM À VAIDADE, QUE É A QUALIDADE DE SER VAZIO, E NESTE PROCESSO NÃO HÁ QUALQUER CRESCIMENTO VERDADEIRO, MAS APENAS UMA APARÊNCIA E NADA MAIS.
AINDA HÁ UMA RAZÃO PARA ENTENDERMOS QUE A FARINHA NÃO PODERIA SER MISTURADA COM O FERMENTO.
- A BÍBLIA DIZ QUE O SALVO É UMA NOVA CRIATURA EM CRISTO JESUS (2CO.5:17: GL.6:15) E QUE DEVEMOS SEMPRE VIVER EM NOVIDADE DE VIDA (RM.6:4).
ORA, O FERMENTO É SÍMBOLO DA VIDA VELHA (1CO.5:7), POIS ELE SE CARACTERIZA POR SER UMA SUBSTÂNCIA QUE NECESSITA DE TEMPO PARA AGIR, QUE SE DESENVOLVE ATRAVÉS DO TEMPO. ENFIM, ESTÁ VINCULADO AO QUE FICOU PARA TRÁS.
ASSIM, O FERMENTO SIMBOLIZA O VELHO HOMEM, A NATUREZA DECAÍDA E EM DECOMPOSIÇÃO, VITIMADA PELO PECADO.
PORTANTO, JAMAIS A SUA AÇÃO PODERIA SER CONSIDERADA COMO ALGO SALUTAR E APRECIÁVEL NO MEIO DO POVO DE DEUS.
NÃO NOS ESQUEÇAMOS DE QUE OS LEVEDOS, QUE CAUSAM A FERMENTAÇÃO, SÃO ESPÉCIES DE COGUMELOS, SÃO SERES DECOMPOSITORES.
PORTANTO, VEMOS QUE NESTA PARÁBOLA DO FERMENTO, ASSIM COMO NA DA SEMENTE DE MOSTARDA, JESUS NOS ENSINA QUE O CRESCIMENTO DO REINO DE DEUS APARECERÁ A TODOS, MAS, EM VIRTUDE DESTE MESMO CRESCIMENTO, SERÃO INTRODUZIDOS FALSOS ENSINOS, FALSAS DOUTRINAS NO MEIO DO POVO DE DEUS, QUE GERARÁ, NO MEIO DELE, DISTORÇÃO, CORRUPÇÃO E VAIDADE.
DEVEMOS PERMANECER SEM MISTURA COM O PECADO, POIS SÓ OS QUE FOREM “ASMOS” DE SINCERIDADE E DE VERDADE HERDARÃO O REINO DOS CÉUS.
ESTE FERMENTO DO MAL SE ESPALHA EM TODOS OS SETORES DA OBRA DE DEUS. ELE SE ACHA:
·        NO MODERNISMO, NO LIBERALISMO RELIGIOSO E NA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO, QUE EXALTAM O RACIOCÍNIO HUMANO ACIMA DA AUTORIDADE DAS ESCRITURAS(CF. MT.22:23,29).
·        NO MUNDANISMO E PRÁTICAS IMORAIS PERMITIDOS POR CERTAS IGREJAS E SEUS LÍDERES (CF. AP.CAP.2 E 3). 
·        NA BUSCA DA FAMA OU DO PODER DENTRO DA IGREJA, POR HOMENS QUE SE PREOCUPAM MAIS COM SUAS PRÓPRIAS AMBIÇÕES DO QUE COM A GLÓRIA DE DEUS (CF. MT.23).
·        NAS FALSAS DOUTRINAS (CF. GL.1:9).
·        NOS FALSOS MESTRES (CF. MT.24:11,24).
·        NOS CRISTÃOS NOMINAIS, QUE NUNCA NASCERAM DE NOVO (CF. MT.23; JD.12-19).
NESTES ÚLTIMOS DIAS DA IGREJA, ESSES MALES SE INFILTRAM NA OBRA DE DEUS COM MAIOR INTENSIDADE, ATRAVÉS DAS DENOMINAÇÕES LOCAIS, DOS INSTITUTOS BÍBLICOS, DAS FACULDADES DE TEOLOGIA, DOS SEMINÁRIOS E DOS MINISTÉRIOS – TODOS LIBERAIS, ATÉ O PONTO DE O EVANGELHO APOSTÓLICO DO NOVO TESTAMENTO E A VIDA SANTIFICADA SER COISAS RARAS DE SE VER.
TODO CRISTÃO DEVE TOMAR CUIDADO PARA QUE O FERMENTO DO MAL NÃO AFETE SUA VIDA.
O SEGREDO DA VITÓRIA CONTRA ISSO CONSISTE EM:
·        OLHAR SEMPRE PARA JESUS COM FÉ (HB.12:2,15; TT.2:13).
·        DESPREZAR AS COISAS DO MUNDO (1JOÃO 2:15-17; TG.1:27).
·        PERMANECER NA PALAVRA DE DEUS (JOÃO 15:7; TG.1:21).
·        AGUARDAR A VOLTA DE CRISTO A QUALQUER MOMENTO (LC.12:35-40).
·        OUVIR E OBEDECER CONSTANTEMENTE À VOZ DO ESPÍRITO SANTO (RM.8:12-14; GL.5:16-18).
·        ESTAR DISPOSTO A SOFRER COM CRISTO (RM.8:17) E POR CRISTO (FP.1:29).
·        LUTAR CONTRA AS FORMAS DO MAL (1CO.10:6; 1TS.5:15; 1PD.3:11).
·        DEFENDER O EVANGELHO (FP.1:17).
·        REVESTIR-SE DE TODA A ARMADURA DE DEUS (EF.6:11-18).
II. A EXPANSÃO DO REINO DE DEUS
AO PROPOR A PARÁBOLA DA SEMENTE DE MOSTARDA, O SENHOR JESUS QUIS REVELAR COMO SERIA O CRESCIMENTO DE SUA IGREJA, QUE FOI FUNDADA NO CALVÁRIO, INAUGURADA NO PENTECOSTES, E QUE, HOJE, ESTÁ EM TODA A TERRA, MAS QUE, EM BREVE ESTARÁ NO CÉU.
ESTA IGREJA TEVE UM INÍCIO REVESTIDO DE MUITA HUMILDADE, SEM QUALQUER APARÊNCIA EXTERIOR, QUASE IMPERCEPTÍVEL AOS OLHOS DOS HOMENS, OU À SEMELHANÇA “DE UMA SEMENTE DE MOSTARDA QUE UM HOMEM, PEGANDO DELE, SEMEOU NO SEU CAMPO”.
TRÊS VERDADES NOS CHAMAM A ATENÇÃO NESTA PARÁBOLA (ADAPTADO DO LIVRO “LUCAS”, DE HERNANDES DIAS LOPES).
1. O REINO DE DEUS COMEÇOU DE FORMA HUMILDE E DESPRETENSIOSA.
O REINO DE DEUS CHEGOU COM UM BEBÊ DEITADO NUMA MANJEDOURA.
JESUS NASCEU EM UMA FAMÍLIA POBRE, NUMA CIDADE POBRE, E CRESCEU COMO FILHO DE UM CARPINTEIRO POBRE. ELE NÃO TINHA ONDE RECLINAR A CABEÇA. SEUS APÓSTOLOS ERAM HOMENS ILETRADOS.
O MESSIAS FOI ENTREGUE NAS MÃOS DOS HOMENS, PRESO, TORTURADO E CRUCIFICADO ENTRE DOIS CRIMINOSOS. SEUS PRÓPRIOS DISCÍPULOS O ABANDONARAM.
EM TODAS AS COISAS DO REINO, O MUNDO VÊ AS MARCAS DA FRAQUEZA.
2. GRANDES RESULTADOS DESENVOLVEM-SE A PARTIR DE PEQUENOS COMEÇOS (LC.13:19).
APESAR DE UM COMEÇO SEM “TOQUES DE TROMBETAS”, TAL COMO UMA HORTALIÇA, A IGREJA TERIA UM RÁPIDO CRESCIMENTO, DA MESMA FORMA QUE O PÉ DE MOSTARDA QUE “...CRESCENDO É A MAIOR DAS PLANTAS E FAZ-SE UMA ÁRVORE”. EMBORA SENDO UMA HORTALIÇA, CHEGA A ATINGIR ATÉ QUATRO METROS DE ALTURA.
PAULO ESCREVENDO PARA OS IRMÃOS DE CORINTO DISSE QUE:
·        DEUS ESCOLHEU AS COISAS LOUCAS DESTE MUNDO PARA CONFUNDIR AS SÁBIAS.
·        DEUS ESCOLHEU AS COISAS FRACAS DESTE MUNDO PARA CONFUNDIR AS FORTE.
·        DEUS ESCOLHEU AS COISAS VIS DESTE MUNDO, AS DESPREZÍVEIS, E AS QUE NÃO SÃO PARA ANIQUILAR AS QUE SÃO (1CO;1:27,28).
PARA DEUS, OS PEQUENOS COMEÇOS TÊM A MESMA DIMENSÃO DOS GRANDES COMEÇOS.
PARA DEUS, O NADA É A SUA PRINCIPAL MATÉRIA PRIMA PARA REALIZAÇÃO DE GRANDES FEITOS. FOI DO NADA QUE ELE CRIOU OS CÉUS E A TERRA.
NOS DESPERTA A PERGUNTA LEVANTADA PELO PROFETA ZACARIAS: "[...] QUEM DESPREZA O DIA DAS COISAS PEQUENAS?" (ZC.4:10).
VEJA ALGUNS EXEMPLOS NOTÁVEIS:
·        GIDEÃO COM POUCOS HOMENS VENCEU UM GRANDE EXÉRCITO (JZ.7:6,12).
·        SANSÃO COM UMA QUEIXADA DE JUMENTO MATOU MIL (JZ.15:14,15).
·        JOSAFÁ VENCEU UM GRANDE EXÉRCITO TOCANDO INSTRUMENTOS (1CR.20:2).
·        DAVI, AINDA MOÇO, MATOU GOLIAS COM UMA PEQUENA PEDRA (1SM.17:49,50).
·        ZOROBABEL, QUE COM UM PEQUENO PRUMO NA MÃO FOI O SUFICIENTE PARA DAR INICIO A UMA GRANDE OBRA (ZC.4:10).
·        ELIAS, NA CASA DA VIÚVA EM SAREPTA, ALIMENTOU UMA FAMÍLIA E ELE MESMO COM POUCA FARINHA E POUCO AZEITE (1RS.17:10-16).
·        UMA DÍVIDA ALTA FOI PAGA COM UM POUCO DE AZEITE (2RS.4:1-7).
·        CERTA FEITA, VINTE PÃES ALIMENTARAM CEM HOMENS (2RS.4:41,32).
·        A PEQUENA MOEDA DEPOSITADA PELA VIÚVA NO OFERTÓRIO FOI A MAIOR (MC.12:41-44).
·        CERTA FEITA, UMA MULTIDÃO FAMINTA FOI ALIMENTADA COM CINCO PÃES E DOIS PEIXINHOS (MT.4:17).
A IGREJA CRESCEU A PARTIR DO PENTECOSTES DE FORMA EXPONENCIAL. AOS MILHARES, OS CORAÇÕES IAM SE RENDENDO À MENSAGEM DO EVANGELHO. A IGREJA EXPANDIU-SE POR TODA A ÁSIA, ÁFRICA E EUROPA.
- O IMPÉRIO ROMANO, COM A SUA FORÇA, NÃO PÔDE DETER O CRESCIMENTO DA IGREJA.
- AS FOGUEIRAS E AS CRUCIFICAÇÕES NÃO PUDERAM DESTRUIR O ENTUSIASMO DOS CRISTÃOS.
- AS PRISÕES NÃO INTIMIDARAM OS DISCÍPULOS DE CRISTO QUE, POR TODAS AS PARTES, PREFERIRAM MORRER A BLASFEMAR.
DE TODOS OS CONTINENTES, AQUELES QUE CONFESSAM O SENHOR JESUS, VÃO SE AJUNTANDO A ESSA GRANDE FAMÍLIA, A ESSE IMENSO REBANHO, A ESSA INCONTÁVEL HOSTE DE SANTOS.
DESDE O PENTECOSTES, A IGREJA CONTINUA SE EXPANDINDO E GANHANDO PESSOAS DE TODAS AS RAÇAS E NAÇÕES.
III. QUEM PARTICIPA DO REINO DE DEUS?
1. QUEM TOMA UMA DECISÃO.
PARA PARTICIPAR DO REINO DE DEUS É PRECISO PAGAR O PREÇO DO DISCIPULADO, É PRECISO TOMAR UMA GRANDE DECISÃO: NEGAR-SE A SI MESMO E TOMAR A SUA CRUZ.
MULTIDÕES QUE SEGUIAM A JESUS ESTAVAM APENAS ATRÁS DE MILAGRES E PRAZERES TERRENOS, E NÃO ESTAVAM DISPOSTAS A TRILHAR O CAMINHO DA RENÚNCIA NEM PAGAR O PREÇO DO DISCIPULADO.
PORÉM, JESUS “CHAMANDO A SI A MULTIDÃO, COM OS SEUS DISCÍPULOS, DISSE-LHES: SE ALGUÉM QUISER VIR APÓS MIM, NEGUE-SE A SI MESMO, E TOME A SUA CRUZ, E SIGA-ME” (MC.8:34).
JESUS EXIGE DOS SEUS SEGUIDORES ESPÍRITO DE RENÚNCIA E SACRIFÍCIO.
PARA TOMAR UMA DECISÃO DE ENTRAR NO REINO DE DEUS É NECESSÁRIO ABRAÇAR O CAMINHO DA CRUZ. ESTE É O CAMINHO PARA O CÉU. E JESUS NUNCA DISSE QUE ESTE CAMINHO SERIA FÁCIL.
JESUS NÃO OFERECEU AOS SEUS DISCIPULOS AMENIDADES, OFERECEU-LHES GLÓRIA. O PREÇO DO DISCIPULADO NÃO É BARATO.
AO LONGO DA JORNADA, CERTAMENTE, HAVERÁ VÁRIAS TENTATIVAS E TENTAÇÕES PARA NOS AFASTAR DO CAMINHO.
FORAM VÁRIAS AS TENTATIVAS PARA AFASTAR JESUS DA CRUZ: SATANÁS O TENTOU NO DESERTO; A MULTIDÃO QUIS FAZÊ-LO REI E; PEDRO TENTOU REPROVÁ-LO. MAS, JESUS RECHAÇOU TODAS ESSAS PROPOSTAS COM VEEMÊNCIA.
ASSIM, TAMBÉM, DEVEMOS AGIR. PORTANTO, FUJA DO PECADO, MAS NÃO FUJA DO CAMINHO DA CRUZ.
PELO CONTRÁRIO, CADA DIA, TOME A SUA CRUZ, RENUNCIE OS PRAZERES DESTE MUNDO, E SIGA A JESUS, COM RESILIÊNCIA, POIS, SÓ OS FORTES, OS RESILIENTES, PARTICIPARÃO DO REINO DE DEUS.
- MUITOS QUEREM APENAS O GLAMOUR DO EVANGELHO, MAS NÃO A CRUZ.
- MUITOS QUEREM OS MILAGRES, MAS NÃO A RENÚNCIA.
- MUITOS QUEREM PROSPERIDADE E SAÚDE, MAS NÃO ARREPENDIMENTO.
- MUITOS QUEREM O PARAÍSO NA TERRA E NÃO A BEM-AVENTURANÇA NO CÉU.
2. QUEM TEM UMA RELAÇÃO PESSOAL COM JESUS.
PARA SE TER UMA RELAÇÃO PESSOAL COM JESUS É:
- PRECISO NEGAR-SE A SI MESMO. E NEGAR-SE A SI MESMO É PERMITIR QUE JESUS REINE SUPREMO ONDE O EGO TINHA PREVIAMENTE EXERCIDO CONTROLE TOTAL.
- NECESSÁRIO, DE FATO, SER SEU SEGUIDOR. JESUS SÓ TEM UMA ESPÉCIE DE SEGUIDOR: DISCÍPULOS.
·        SER DISCÍPULO NÃO É ABRAÇAR SIMPLESMENTE UMA DOUTRINA, É SEGUIR UMA PESSOA, É SEGUIR A PESSOA DE CRISTO PARA O CAMINHO DO SOFRIMENTO, É ABRAÇAR A VEREDA DO SACRIFÍCIO, MAS, O FIM É GLORIOSO: A VITÓRIA.
·        UM VERDADEIRO DISCÍPULO SEGUE AS PEGADAS DE CRISTO (1PD.2:21). ASSIM COMO CRISTO ESCOLHEU O CAMINHO DA CRUZ, O DISCÍPULO PRECISA SEGUIR A CRISTO NÃO PARA O SUCESSO, MAS PARA O CALVÁRIO.
NÃO HÁ CÉU SEM RENÚNCIA NEM COROA SEM CRUZ.
·        ESSA CRUZ NÃO É UMA DOENÇA, UM INIMIGO, UMA FRAQUEZA, UMA DOR, UM FILHO REBELDE, UM CASAMENTO INFELIZ, NÃO É A EXIGÊNCIA DA FLAGELAÇÃO E DA RENÚNCIA AO CASAMENTO.
·        ESSA CRUZ FALA DA NOSSA DISPOSIÇÃO DE MORRER PARA NÓS MESMOS, PARA OS PRAZERES E DELEITES.
·        ESSA CRUZ É CONSIDERAR-SE MORTO PARA O PECADO E ANDAR COM UM ATESTADO DE ÓBITO NO BOLSO.
3. QUEM TEM UMA CAMINHADA DINÂMICA COM CRISTO.
O DISCIPULADO É UM CONVITE PARA UMA CAMINHADA DINÂMICA COM CRISTO – “E SIGA-ME” (MC.8:34).
ESTE DESAFIO NOS É EXIGIDO TODOS OS DIAS, EM NOSSAS ESCOLHAS, DECISÕES, PROPÓSITOS, SONHOS E REALIZAÇÕES.
SEGUIR A CRISTO É:
·        É FAZER O QUE ELE FARIA EM NOSSO LUGAR.
·        É AMAR O QUE ELE AMA E ABORRECER O QUE ELE ABORRECE.
·        É VIVER A VIDA NA SUA PERSPECTIVA.
·        É CRER NELE (JOÃO 3:16).
·        É CAMINHAR EM SEUS PASSOS (1PD.2:21) E OBEDECER AO SEU COMANDO (JOÃO 15:14), POR GRATIDÃO PELA SALVAÇÃO NELE (EF.4:32-5:1).
PARA TER UMA CAMINHADA DINÂMICA COM CRISTO O DISCÍPULO PRECISA CONHECER A NECESSIDADE DA RENÚNCIA.
OBSERVE O QUE JESUS DISSE:
“PORQUE QUALQUER QUE QUISER SALVAR A SUA VIDA PERDÊ-LA-Á, MAS QUALQUER QUE PERDER A SUA VIDA POR AMOR DE MIM E DO EVANGELHO, ESSE A SALVARÁ” (MC.8:35).
O QUE JESUS ESTÁ DIZENDO É QUE O DISCIPULADO IMPLICA NO MAIOR PARADOXO DA EXISTÊNCIA HUMANA. OS VALORES DE UM DISCÍPULO ESTÃO INVERTIDOS:
·        GANHAR É PERDER E PERDER É GANHAR.
·        SER GRANDE É SER SERVO DE TODOS.
·        SER RICO É TER A MÃO ABERTA PARA DAR.
·        SER FELIZ É RENUNCIAR AOS PRAZERES DO MUNDO.
SATANÁS PROMETE A VOCÊ GLÓRIA, MAS NO FIM LHE DÁ SOFRIMENTO.
VIVEMOS NUMA SOCIEDADE EMBRIAGADA PELO HEDONISMO. AS PESSOAS ESTÃO ÁVIDAS PELO PRAZER. ELAS FUMAM, BEBEM, DANÇAM, COMPRAM, VENDEM, VIAJAM, EXPERIMENTAM DROGAS E FAZEM SEXO NA ÂNSIA DE ENCONTRAR FELICIDADE.
CONTUDO, DEPOIS QUE EXPERIMENTAM TODAS AS TAÇAS DOS PRAZERES, PERCEBEM QUE NÃO HAVIA AÍ O INGREDIENTE DA FELICIDADE.
SALOMÃO BUSCOU A FELICIDADE NO VINHO, NAS RIQUEZAS, NOS PRAZERES E NA FAMA E VIU QUE TUDO ERA VAIDADE (EC.2:1-11).
CRISTO OFERECE A VOCÊ UMA CRUZ, MAS NO FIM LHE OFERECE UMA COROA E O CONDUZ À GLÓRIA, À VIDA ETERNA COM ELE NO CÉU DE GLÓRIA.
CONCLUSÃO
A PARÁBOLA DA SEMENTE DA MOSTARDA NOS APRESENTA A REALIDADE DE QUE O REINO DE DEUS TEVE UM INÍCIO INSIGNIFICANTE E, DESDE ENTÃO, CRESCE ASSUSTADORAMENTE, E É BASTANTE VISÍVEL AOS OLHOS DO MUNDO; ENTENDIDO O MUNDO AQUI COMO SENDO AQUELES QUE AINDA NÃO ENTRARAM NO REINO DE DEUS, QUE NÃO NASCERAM DA ÁGUA E DO ESPÍRITO (CFR. JOÃO 3:5). 
A MOSTARDA CRESCEU MUITO, JÁ É UM GRANDE ARBUSTO, E ESTÁ CHEGANDO A HORA DA COLHEITA; E QUANDO CHEGAR A CEIFA, AS “AVES”, CERTAMENTE, BATERÃO EM RETIRADA, LEVANDO CONSIGO TODOS AQUELES QUE NÃO TIVEREM DADO FRUTO, PORQUE SE DESLIGARAM DA PLANTA E SE RECOLHERAM AO CONFORTO E MORDOMIA DOS NINHOS.
ESTES NÃO SERÃO COLHIDOS, NÃO SERÃO ALOJADOS NO CELEIRO, MAS, JUNTAMENTE COM AS AVES, SERÃO DESTINADOS AO LAGO DE FOGO E ENXOFRE (MT.25:41), E SOFRERÃO ETERNAMENTE (MT.13:42).
-----
Luciano de Paula Lourenço